Portal do Governo Brasileiro

Dúvidas

1. Minha escola pode inscrever mais de um vídeo?

Sim. Cada escola poderá escrever um vídeo em cada categoria:

  • Ensino Fundamental – anos iniciais
  • Ensino Fundamental – anos finais
  • Ensino Médio
  • Educação de Jovens e Adultos

2. Quanto tempo pode ter o vídeo?

No máximo 60 segundos (1 minuto), excluindo os créditos. Vídeos que não obedecerem este critério serão automaticamente desclassificados.

3. Como faço minha inscrição?

As inscrições serão feitas exclusivamente no formulário que está no menu "Inscrições" do site, no período de 25 de março a 25 de abril de 2014.

4. Para onde envio meu vídeo?

Os vídeos deverão ser postados no site YouTube (www.youtube.com.br) e o link do vídeo deve ser colado no formulário de inscrição.

5. Como faço para postar o vídeo?

Você deve ler atentamente o tutorial disponível em Dicas de Produção.

6. Posso postar qualquer tipo de vídeo ou há restrições técnicas?

Em relação à qualidade técnica, o YouTube recomenda que seu vídeo tenha algumas especificações de áudio e vídeo (codecs de áudio e vídeo, formato do arquivo, tamanho do arquivo, taxa de bits, extensão do arquivo etc.). Confira antes de enviar.

7. Meu vídeo demora muito para ser enviado. O que devo fazer?

A demora no envio de um vídeo tem relação direta com o tamanho do arquivo e a velocidade de sua internet. Se o vídeo está demorando demais, tente diminuir o tamanho de seu arquivo usando um programa de conversão de vídeo.

8. Posso usar músicas no meu vídeo?

Sim, mas fique atento à questão dos direitos autorais. Muitas músicas estão em domínio público, ou seja, não é necessário pedir autorização do autor para utilização. É o caso de algumas músicas clássicas e músicas americanas anteriores a 1922, entre outras. No Brasil, uma música torna-se de domínio público após 70 anos da morte do autor.

Além do direito autoral, existe ainda o direito de utilização do fonograma (quem executou a música).

Para incluir músicas em seu vídeo, você deve utilizar músicas de domínio público ou ter autorizações por escrito dos titulares dos diretos autorais e de utilização do fonograma.

Uma alternativa – bem mais divertida e criativa – é juntar os integrantes de sua equipe para fazer a trilha sonora, criando uma nova música ou regravando alguma música de domínio público.

9. Como os vídeos serão julgados?

Na primeira etapa, o Ministério da Educação indicará uma equipe de especialistas que escolherá, até dia 02 de maio, os cinco melhores vídeos de cada categoria. Na segunda etapa, estes cinco finalistas de cada categoria serão submetidos a um Júri Popular, que escolherá um vencedor, e a uma Comissão Julgadora Final, composta por membros indicados pelo Ministério da Educação e parceiros, que indicará outro vencedor. Logo, serão dois premiados por categoria.

10. Como serão escolhidos os vídeos finalistas?

O Júri Técnico analisará os vídeos inscritos a partir de critérios como criatividade, originalidade, qualidade e domínio da técnica, adequação ao tema e contemporaneidade da abordagem.

11. Como serão indicados os vídeos vencedores?

A Comissão Julgadora Final elegerá dois vídeos vencedores a partir de critérios como envolvimento com a temática de Educação para as Relações Étnico-raciais, linguagem audiovisual, educomunicação e cultura digital. O Júri Popular terá ampla liberdade de escolha em sua votação.

12. Como serei informado se meu vídeo é finalista?

Após a seleção feita pelo Júri Técnico do prêmio, o diretor receberá um e-mail comunicando que o vídeo da escola foi escolhido e encontra-se entre os finalistas que serão votados pelo Júri Popular e pela Comissão Julgadora Final. A lista dos finalistas será publicada no site no dia 03 de maio.

13. Se meu vídeo não estiver entre os finalistas, ele aparecerá no site do prêmio?

Não. Apenas os vídeos finalistas estarão no site do prêmio.

14. Como fico sabendo que sou um dos vencedores?

Os vencedores serão anunciados no site do Prêmio até o dia 15 de maio de 2014.

Cooperação
Realização
© Ministério da Educação. Todos os direitos reservados | Desenvolvimento: DTI - MEC - Governo Federal